Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cultura e Cidadania!

por Francisco Carita Mata, em 06.03.16

Questões Pertinentes - Perguntas Impertinentes

 

Neste blogue, duas “tags” bastante utilizadas são: Cultura e Cidadania.

 

Pois é desses temas que trata este post. Questões de Cultura e de Cidadania!

 

(A propósito, sabe o significado de “tag”? Fui consultar: “1 – etiqueta, 2 – citação, 3 – trecho”.

E “post”? – “Correio”.)

 

Padrão dos Descobrimentos in. wikipedia..JPG

 

Seguem-se os assuntos sobre os quais quero lançar algumas questões no “Correio”, formulando algumas perguntas que, nalguns pontos de vista, poderão ser impertinentes.

Mas, como explicitei no início, são apenas, e tão somente, Questões de “Cultura” e de “Cidadania”!

 

 I - “Demissão do Presidente do Centro Cultural de Belém”

 

Não vou debruçar-me sobre a demissão deste Senhor Presidente, nem sobre o Senhor Presidente que o substituiu, nem sobre a atitude do Senhor Ministro que o demitiu, nem sobre a Indemnização que o Estado Português irá pagar, melhor, nós, Contribuintes...

Não, não vou!

Basta colocar, num motor de busca, o título deste excerto supracitado e teremos acesso às mais variadas opiniões sobre o tema. Muito mais avalizadas que qualquer opinião que eu possa emitir.

Mas não posso omitir uma Pergunta.

Quando é que os nossos queridos representantes nos Orgãos de Soberania definem que, para o exercício de funções em Cargos desta natureza, ou similares, deve haver um Concurso Público e não nomeação de Personalidades segundo a cor do Partido em exercício no Arco Governativo?! (Esta questão, infelizmente, aplica-se a todas as cores partidárias nos sucessivos governos!)

 

II - Desempenho de funções de ex-Ministra das Finanças na “Arrow Global”...

 

Pode? Não pode? Deve? Não deve? Deve e Haver?!

 

As minhas questões são mais primordiais.

Devem estas Firmas existir?!

Que benefícios trazem elas aos Povos em geral, nomeadamente aos que depenados com juros de dívidas cada vez maiores pelo acumular desses juros, elas se apressam a “gerir” e a aproveitar-se das respetivas fraquezas e fragilidades?!

 

Qual o grau de inocência destas Firmas na contratação de ex-governantes para seus funcionários?!

 

(...)   (...)

 

E sobre a atitude da Senhora?!

Pode? / Não pode?

Deve? / Não deve?

E como vai ser o Deve e Haver?!

 

E qual o grau de inocência, a palavra mais adequada seria “outra que omito”, destes senhores e senhoras, não é a primeira nem será a última ocorrência com ex – ministros e ministras, ao aceitarem estes cargos e funções, cujos enquadramentos e contextos supostamente conhecerão demasiado bem?! Qual...?!

 

III - E sobre as subvenções vitalícias a ex-políticos?

 

E sobre as subvenções vitalícias a ex-políticos? 

 

Lede, também esta fábula! S.F.F.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33



Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Temas

Poesia

Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog