Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



E Vencemos os Europeus!

por Francisco Carita Mata, em 11.07.16

Viva Portugal!

 

E começa este post com a “cantilena” com que terminei o anterior.

A Itália ganhou à Espanha. A Alemanha ganhou à Itália. A França ganhou à Alemanha. A França ganhou à Islândia, a Islândia ganhou à Inglaterra.

E quem ganhou à França?! Pois, precisamente, Portugal.

Que empatou com a Islândia, que empatou com a Áustria, que empatou com a Hungria.

Mas que ganhou à Croácia, que ganhou à Polónia, que ganhou ao País de Gales.

E que ganhou, não é demais repetir, que ganhou à França.

 

E tenho dito. E até poderia ficar por aqui, e fazer um post assim.

 

Taça in. sapodesporto@sapo.pt. jpg

 

Mas quero perorar algo sobre o jogo.

Os franceses vinham dispostos a tudo. E tudo era mesmo tudo...

E não tiveram pejo de entrar a matar. Precisamente sobre Ronaldo, sobre quem se focaram todos os arremessos.

E conseguiram retirá-lo do campo. E o que isso terá custado ao rapaz, que se empenha sempre tanto em cumprir os jogos por inteiro.

Não se faz.

Mas a Equipa soube dar a volta por cima, foi resiliente e, perante as dificuldades, não soçobrou. Bem, pelo contrário. Ganhou ânimo e foi o que se viu.

Um golo portentoso de Éder, um ilustre desconhecido (?), que mostrou que as forças vêm de onde menos se espera.

O capitão, apesar da lesão, não deixou de acompanhar e incentivar os companheiros.

 

Do confronto, a UEFA destacou como “homem do jogo” Pepe. Merecido sem dúvida, que a defesa fez um bom papel e que papel, tal foi a pressão dos franceses.

Mas quem eu destaco, merecidíssimo, é o guardião Rui Patrício. Defendeu, defendeu, e não fossem as suas defesas e onde teria ido a taça!

Os guarda-redes são sempre um pouco esquecidos! Mas o papel deste atleta no Euro merece ser realçado. Um verdadeiro “homem do jogo”!

E, observei, mesmo nos festejos, o rapaz estava um pouco à margem. Impressão minha? Ou será uma questão de feitio?!

Não sei. Que há quem saiba muito mais que eu.

 

E quem terá ficado contente, contentíssimo da Silva, há-de ter sido o Grande Eusébio! Esteja onde estiver, a sua Alma de Atleta, terá rejubilado de contentamento.

Já andamos à espera desta Alegria, desde sessenta e seis! Meio século à espera. Se eles se descuidassem não tínhamos esse gosto em vida.

Pena o “Pantera Negra” não estar cá para ver.

Uma merecidíssima coroa de flores no Panteão, já que para lá o trasladaram.

 

E quem ficou roídinho de inveja foi o nosso primo, afastado, é certo, e que não se quis juntar à Família, mas primo na mesma. O jovem Antoine, de apelido Lopes. Ter-se-á arrependido?!

A Vida tem encruzilhadas e nem sempre tomamos o rumo certo. “Mais, c’est la Vie!”, cantaria a nossa Amália, que também cantava em francês. Ou pensava que me iria referir à Piaf?!

Já agora, também uma coroa de flores para a Diva. A cantante! Que, hoje, estamos numa de homenagear os Heróis e os nacionalismos, no bom sentido. E já que vão lembrar o Eusébio, lembrem-se também da Fadista.

 

E quem sofreu, a bom sofrer, como, aliás, todos nós, mas de forma muito redobrada, que o coração de Mãe, sofre muito mais, foi a “Tia Dolores”, a “Vovó Ronalda”! Que isso é coisa que se faça à frente de uma Mãe!? Agredir, assim, despropositada e intencionalmente, um Filho. E não me parece que o árbitro tenha marcado falta. Árbitros!!!

 

E sendo o Nacionalismo, num bom sentido, um Valor, um Princípio; não vou deixar de frisar também o Multiculturalismo, a Miscigenação Cultural, a Multirracialidade. Em contraponto e oposição à xenofobia, ao etnocentrismo, ao racismo.

E reparem que as Seleções que chegaram à final são precisamente das que espelham melhor esse processo de Integração de jovens oriundos das mais diversas Culturas, Raças, Etnias, estratos sociais. Todos a trabalharem para um mesmo objetivo comum: Vencer pela sua Seleção Nacional!

E, entre todas, a Equipa Portuguesa, mostra, como nenhuma outra, esse prisma, esse carisma, e essa condição!

 

Parabéns à Equipa Portuguesa.

A todos os Jogadores.

A toda a Equipa Técnica.

Ao Treinador. (Que isto é coisa de Santos!)

 

Atletismo In. sapo económico.jpg

 

E não podemos esquecer, embora o façamos sistematicamente, que Desporto não é só Futebol e a vitória da Equipa Nacional de Atletismo que conquistou várias medalhas nos Europeus, realizados em Amsterdão.

Jessica Augusto, Marisa Barros, Vanessa Fernandes, Sara Moreira, Patrícia Mamona, Dulce Félix, Tsanko Arnaudov, alguns também ilustres desconhecidos como Éder e que também enobreceram o nome de Portugal!

 Económico.sapo.pt/noticias

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:18



Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Temas

Poesia

Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog