Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



“El Príncipe” – Episódio 8

por Francisco Carita Mata, em 05.09.16

Série Espanhola na RTP2

(6ª feira – 02/09/16)

 

“Pasar al otro lado”

 

Pais e Filhos

 

Episodio 8 in. teleprograma.fotograma.es.jpg

 

Muita gente se passou neste oitavo episódio, dadas as ocorrências!

 

No C.N.I., esclarecendo, “Centro Nacional de Inteligência”, um título um pouco diferente do que eu supusera, neste organismo prescindiram dos serviços do agente Javier Morey, dado que ele se revelou a Fátima, contrariamente a todos os preceitos estabelecidos.

Mas ele não largou o caso, conforme constataremos ao longo do episódio.

 

A revelação do seu segredo a Fátima, não os de Fátima, esses já foram todos revelados (?), ao dar-se a conhecer, complicou muito mais a relação com a heroína / “mocinha”.

Os do CNI irão fazer de tudo para a recrutar, mesmo o que de todo nunca deveria ser feito.

Vão chantageá-la, com a visualização dum vídeo sobre a sua tarde de amor.

Chocante e ultrajante! (A atitude do pessoal do Centro.)

 

Fran, ciente de que Alfi, supostamente assassino do seu filho Alberto, de facto estivera em Sevilha num concerto, à data e hora marcada, não descansou enquanto não soube quem fora o verdadeiro autor do crime.

E juntando dois mais três, e constatando que o pai de Alfi era taxista de mercedes, não tendo eira nem beira, como bom policial, à moda antiga, melhor, à moda dos policiais americanos, apertou com o homem, no táxi e, via telefone, soube da própria boca de Quilez, que o respetivo filho é que fora o assassino de Alberto.

Por sua vez, o filho deste, mais uma vez fez das suas e foi apanhado por Mati, policial zelosa, ingénua e cumpridora, completamente desconhecedora da sua paternidade, levando-o para a esquadra, pois apanhara-o com dois quilos de droga.

Agora, trafica como intermediário de Aníbal, o outro narcotraficante do Bairro e rival de Faruq.

Cenas peripatéticas as de Quilez com o filho, na cela, julgando-se imune a qualquer lei, por ser filho de polícia.

 

(E para o que esta atitude de imunidade, de não cumprimento de penas, castigos e ou corretivos nos pode encaminhar. E ao que pode levar os jovens quando não devidamente corrigidos.

E para o quão perigoso é pensar-se que tudo se compra e paga com dinheiro e indemnizações.

E onde esta conversa nos direciona!)

 

E cena ainda mais grotesca a de Quilez querendo agredir Aníbal, o traficante!

Grotesca, para não a apelidar de triste, nojenta, pérfida, pelo que revela da atuação dos policiais que têm como dever defender os cidadãos e agem ao serviço dos criminosos. Atolados no crime!

 

E, mais tarde, quando Fran quase o matou, ao saber como ele encobrira o filho, como avaliar o seu pedido de desculpas:

“- Sinto muito, sinto muito…”

 

Valeu a Fran, o consolo de Marina.

“- Ninguém te vai devolver o filho!”

 

E vou sintetizar. E omitir muita coisa.

 

Fátima vai ou não colaborar com o CNI?

E retoma o namoro com Javier?

E qual o papel de Khaled?

E Morey vai continuar a trabalhar com o CNI?

E Quilez e Fran, como se vão entender?

E como se aguentará, ou não, Quilez com o remorso?

E qual a função real de Omar?

Recrutará ou não o jovem desamparado Driss?!

(…)

 

Informa-se que o CNI teve conhecimento que a próxima bomba a ser detonada será em Ceuta!

E, ou Morey convence Fátima a colaborar ou será expulso do caso!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53



Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Temas

Poesia

Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog