Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Em Abril... aconteceu Novembro!

por Francisco Carita Mata, em 20.04.15

Ana-Flor

       À memória de Ana Margarida

 

Em Abril, Primavera florida

Quis o Destino fero e rude

Que a Morte ceifasse a Vida

Em Sorriso e na Juventude.

 

Num mês tão alegre e festivo

Se foi uma ave, enlaçada

Que mal tão maligno e furtivo

Levou deste mundo em balada.

 

Soluços nos acordes da Banda

Brotam pingos de chuva no olhar

Nova Estrela no Céu ciranda

Uma Luz luminosa a brilhar.

 

Amargas são a Tristeza e a Dor

Na Saudade de ti, Ana-Flor.

 

 

 

Escrito em 2005.

Publicado:

Boletim Informativo e Cultural de Associação Portuguesa de Poetas, Nº 27 - III Série, Ano XX – Maio/Junho 2005.

“Mensageiro da Poesia” – Boletim Cultural – Nº 74 – Set./Out. 2005.

Boletim Cultural do Círculo Nacional D’Arte e Poesia – Nº 74 – Ano XVI – Out. 2005.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:22



Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Temas

Poesia

Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog