Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



XIII Antologia de Poesia do C.N.A. P. – Poema: "Um café por favor"

por Francisco Carita Mata, em 18.12.15

XIII Antologia de Poesia do C.N.A. P.

 Poema

Ponto Prévio:

Conforme me propus, vou continuar com a divulgação de poemas da Antologia. Um Poema de cada um dos Antologiados. Que tentarei ilustrar com uma imagem mais ou menos sugestiva, original, de preferência, quando tiver alguma adequada, ou então que buscarei na “net”.

Não me foi possível pedir autorização a todos os antologiados, porque não pude contactar com todos. Com os que pude falar, todos autorizaram a publicação.

 

Inicio a publicação com um Poema de Virgínia Branco:

 

Café - In. jornalgospelnews.com.br. .jpg

 

“Um Café Por Favor”

 

“As bagas vermelhas criadas nas roças,

transformam-se em pó, mas já foram grão.

Foi a metamorfose na torrefacção,

à luz dum chicote que deixava mossas.

 

Dos escravos foi pão, dos patrões usura!

Os tempos mudaram, mas não o perfume

ao ferver em cachão em cima do lume.

Este é o tempo d’outras escravaturas.

 

Um café bem quente fumega nos bares

e pela manhã perfuma nossos lares.

Estímulo no dia e na madrugada.

 

Fonte d’energia que muda o humor.

Hum… tem cafeína; - Um café por favor,

mas prefiro em chávena escaldada!”

 

 

Virgínia Branco (Lisboa)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08



Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Temas

Poesia

Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Pesquisar

Pesquisar no Blog