Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Antologia da APP – Associação Portuguesa de Poetas (III)

“A Nossa Antologia”

XX Volume - 2016

(57 Autores)

Editor: Euedito

 

Alentejo ao entardecer Foto original DAPL 2016.jpg

 

 

Continuo na divulgação de Poesias da XX Antologia da APP.

Agora, o 3º grupo, numa equação: 3B + 1C = ?

Seguem-se Poemas de: Bento Durão, Bento Laneiro, Boavida Pinheiro e Carlos Cardoso Luís.

 

*******

 

BENTO DURÃO

 

“MEU ALENTEJO”

 

“Eu nasci do trigo

Dentro de um abrigo

Lá no Alentejo

E foi uma manhã

De uma brisa sã

Que veio dar-me um beijo

 

Cresci embalado

Sobre o sol doirado

Nos braços de um pastor

E comi açordas

Com coentros e côdeas

Mas feitas com amor

 

Quando eu um dia voltar

Ao meu Alentejo

Vou com o povo cantar

Vou matar o meu desejo

 

Vou correr pelos campos

Comer figos lampos

Ao amanhecer

Depois ao luar

Uma canção cantar

Ver o sol nascer

 

É isto que eu quero

Ser sempre sincero

Naquilo que canto

Beber vinho novo

Com gente do povo

Que eu amo tanto.”

 

*******

 

BENTO LANEIRO

 

“TER SAUDADES”

 

“Quem tem saudades, amou

E quem ama não esquece,

Tudo o que por si passou

O seu coração merece!

 

Os locais onde viveu

Ficaram na sua mente

E tudo o que aconteceu

Volta e meia ele o sente!

 

Saudades trazem frescura

E vontade de viver!

Cristo sofreu amargura

Morreu para renascer!

 

Ter saudades é saudável

Outros têm-nas por nós!

Quem ama por ser amável

Seu amor é sua voz!

 

Ter saudades de meus entes?

Eles têm-nas por mim…

Quer sejam ateus ou crentes.

O amor jamais tem fim!”

 

*******

 

BOAVIDA PINHEIRO

 

“CABEÇO DE VIDE”

 

“Belo Cabeço de Vide,

Quando visto da Fronteira,

Tua beleza reside,

Em seres tão altaneiro…

 

Brancura do casario,

Até parece serrana,

Tal é pois teu desafio,

Na planície alentejana.

 

O teu povo hospitaleiro,

Calmo, feliz, prazenteiro.

Se por aqui vieres passar

 

Tens aqui um bem profundo

Termas únicas no Mundo

Para a saúde tratar…

 

********

 

CARLOS CARDOSO LUÍS

 

“CONTENTAMENTO”

 

“Palavras leva o vento

Rumo ao céu ao infinito

Ninho do aprazimento

Na árvore do erudito

 

Em solene expiação

E num sorriso matreiro

A porta do coração

Espera um beijo traiçoeiro

 

Tem gravado na memória

Um quadro que eu pintei

Palco da nossa memória

Castelo que conquistei

 

Vejo nas folhas do trevo

A sorte de ser ditoso

São quatro folhas d’enlevo

Neste meu jardim viçoso

 

Janela escancarada

Entre o sol e sentimento

O calor a baforada

A luz do contentamento.

 

 

 

 

Notas Finais:

A foto é original de D.A.P.L., de 2016. E, embora não pareça, é sobre o Alentejo.

E, já agora, encontrou a solução da equação 3B + 1C = ?

Pois, só pode ser: Poesia. Mas é uma equação que pode ter outras soluções.

Até um próximo post sobre Poesia.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D