Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

O Futuro morre na fronteira…

Não te digas Cristão, se me renegas…

Não posso ficar indiferente ao drama vivido por milhares de refugiados que, dos mais diversos países, acorrem à Europa, em busca de condições de vida. Não escrevo sequer “melhores”, porque estas famílias não têm sequer condições de vida, nos seus locais de origem. A Morte espreita a cada esquina!

Tenho consciência que este problema não se resolve fácil. Bem como consciencializo que é na origem que fundamentalmente tem de ser encontrada a solução. Antes de tudo o mais, criar condições de Paz. Acabar esses conflitos que se eternizam, através da negociação entre partes. Outras variáveis também fazem parte da equação, nomeadamente bloquear o fornecimento de armamento aos vários beligerantes.

Flor campestre. Foto original. 2021.04.02.jpg

Pouco posso fazer é certo. Daí ilustrar o postal, com uma flor campestre bem modesta.

Agora, a situação torna-se ainda mais chocante com o que se passa na fronteira entre a Polónia e a Bielorrússia. Não há como classificar a atuação dos governantes. Que indivíduos são aqueles?! Seres humanos?!

Sobre este drama dos migrantes e refugiados escrevi em 2018 o poema para que estabeleço ligação.

Estas Pessoas fogem à Morte nas suas terras. Seguem uma luz de Esperança que traficantes lhes acenam, a troco das economias de uma vida e vêm cair num alçapão, num cadafalso, a milhares de quilómetros dos locais que os viram nascer. E em condições ainda mais miseráveis!

Que mundo é este em que vivemos?!

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D