Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

23.Mai.16

“Viagens na Minha Terra” (Retorno)

Francisco Carita Mata
“Pulverem Olympicum da praça de Sant’Ana...” Relativamente ao Post nº 366, intitulado “Seres Humanos e Animais ...” com um subtítulo que não vou transcrever literalmente... referi que:“ Sobre este assunto ainda voltarei e também, e novamente, e ainda, com um excerto do Clássico Almeida Garrett, sobre que ando há muito para trazer outra vez ao blogue. Os Mestres são assim! Conseguem (...)
11.Out.15

Acordo Ortográfico! Opinião de um Clássico e Mestre!

Francisco Carita Mata
Sobre o ACORDO ORTOGRÁFICO! Opinião de um Clássico e Mestre! Deixo este texto à reflexão…Extraído de um Clássico da nossa Literatura. Que os Clássicos são sempre fonte de ensinamentos!  “Sôbre orthographia (que é fôrça cada um fazer a sua entre nós, por que a não temos) direi que segui sempre a ethymologia em razão composta com a (...)
15.Jun.15

VIAGENS... na Minha Terra!

Francisco Carita Mata
“Viagens Na Minha Terra” Livro de ALMEIDA GARRETT (Porto, 1799 – Lisboa, 1854), publicado sob essa forma, em 1846. Primeiramente os textos foram sendo publicados, por capítulos, na Revista Universal Lisbonense, de 1843 a 1846.É o livro que tenho andado a reler
31.Mai.15

Feira do Livro 2015

Francisco Carita Mata
Viagens na Minha Terra, Almeida GarrettEditora Livraria Sá da Costa, Lisboa1ª Edição, 1963Reimpressão, 1966 Está a decorrer a Feira do Livro, de Lisboa, na sua 85ª edição, no espaço tradicional, Parque Eduardo VII.É um local de visita obrigatória, para quem goste de ler, folhear livros, ver novidades, passear… e eu estou (...)