Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Poemas de Natal!

Hoje, volto ao tema do Natal!

Era para ter abordado o assunto ontem, mas acabei por escrever sobre o “Intrigante Pássaro Preto”, finalmente esclarecida a respetiva identidade!

Hoje, domingo, ainda que em confinamento, observo um pouco mais de movimento, tanto de carros, como de pessoas. Em contrapartida, a passarada parece menos ativa. O dia também está menos agradável. Chuvinha, sem sol, será suscetível de menor atividade do passaredo…

 

E sobre o Natal?!

 

No Céu há milhões d’estrelas

Todas elas a brilhar

Deus Menino no meio delas

Vai nascer/descer p’ra nos salvar!

 

Neste postal, vou deixar algumas ligações para postais anteriores, que traduzem a minha abordagem natalícia.

Desde já friso que não tenho seguido a temática natalina, de acordo com os cânones mais tradicionais e iconográficos.

De certo modo, até fujo um pouco a essa conceção mais usual de poetar sobre o Natal, seguindo os parâmetros festivos desta quadra.

São modos de abordagem, perspetivas pessoais, sobre assuntos sociais e universais. Nem melhores nem piores que outras perspetivas.

Não transcrevo os poemas.

Deixo ligações:

Natal no Contentor!

O Menino / O Futuro morre na Praia!

De que precisam os Povos de Abrão?!

Velas. APBP Artistas Pintores com a Boca e o Pé. jpg

Mais uma vez, este é um modo de desejar um Natal Feliz, com muita Saúde, a todos/as Leitores/as. (Respeitando os necessários cuidados!)

Mas é também um modo de desejar um Natal também com Felicidade e muita Saúde aos Grupos de Poesia, de Artes, de Letras, que tenho muito orgulho de pertencer enquanto Poeta.

Com quem gosto de compartilhar esse condão da Poesia, que nos une.

APPAssociação Portuguesa de Poetas

CNAPCírculo Nacional d’Arte e Poesia

Mensageiro da Poesia

Momentos de Poesia

SCALASociedade Cultural de Artes e Letras de Almada.

 

E também a todas as Pessoas Amigas e Familiares, com quem também não poderei estar presente.

E a todos/as Conterrâneos.

 

Um Santo Natal. APBP. Artistas Pintores Boca e o Pé. jpg

O meu Muito Obrigado aos apbp - Artistas Pintores com a Boca e o Pé - Caldas da Rainha, a quem também desejo Feliz Natal!

Muita Saúde! Muita Paz!

 

A Estrela de Natal!

Não me apetecia nada ter de falar de Covid.

Aproxima-se o Natal!

Digitalização estrela natal.jpgNeste ano de 2020, nas circunstâncias problemáticas que vivenciamos, de celebrações mais restritas. Pelo menos é assim que deverá ser. Todavia, por tudo o que se tem observado, e dado o aliviar anunciado das restrições, tenho as minhas dúvidas.

Não quero deixar de referir que nestes fins de semana “prolongados”, com imposição de confinamento, o número de casos novos foi diminuindo. Hoje subiu. Veremos como se irá processar nos próximos dias.

Observando essas diminuições e relacionando-as principalmente com os confinamentos, seria de supor que houvesse uma certa aceitação consensual dessas restrições parciais à liberdade individual. Contudo não há consenso possível!

Há muitos detratores a essas mesmas limitações, a esse cerceamento da Liberdade. Por múltiplas e diversas razões.

Terá sido a partir desse conhecimento, de que muita opinião pública está contra essas decisões governativas, que o governo vai aliviar essas restrições na “Quadra Natalícia”?! Percebo o enquadramento, não direi que concordo. Aguardemos o evoluir da situação já nestas semanas pré-natalícias e na subsequente.

Mas eu não queria falar de Covid!

O postal ilustrativo deste texto é uma edição de APBP – Artistas Pintores com a Boca e o Pé, Lda. – Rua Belchior de Matos nº 5 R/C Dtº - 2500 – 324 – Caldas da Rainha. Tel. 262880604. - www.apbp-portugal.com. (apbp.encomenda@gmail.com)

Já há vários anos que adquirimos o conjunto habitualmente enviado, englobando vários postais alusivos à época natalícia e envelopes, um calendário de bolso, uns cartões de prendas, autocolantes e um calendário de secretária, sempre acompanhados por uma bonita, comovente e apelativa carta, escrita com o pé. Assinada: M. Lurdes.

O postal ilustrado que apresento não é deste ano. Escolhi-o porque segundo li, neste ano de 2020, vai ocorrer a 21 de Dezembro, uma peculiar conjunção de dois planetas do sistema solar, que sugestiona o que parece ter ocorrido à época do Nascimento de Jesus e terá dado origem ao fenómeno designado por “Estrela de Belém”. Que, segundo o Novo Testamento, terá levado à deslocação dos Reis Magos e dos Pastores, ao local onde terá nascido Jesus Cristo.

Esta pintura, reproduzida neste cartão, evoca a visão dos Pastores! 

Assim, também aproveito para desejar a todos/as Leitores/as, um Excelente Natal, com muita Saúde!

 

Uma "carta" sem destinatários?! 100 Destinatários?!

Esclarecimento a Crónica “Falta de Serviços Essenciais…”

e

Crónica de Descontentamento (s) VII… E desabafos...

Marco de correio .apbp. artistas pintores boca pé. jpg

 

Na crónica que escrevi, em 09/03/19, referi alguns disfuncionamentos referentes aos CTT.

Agora, devo constatar que o postal enviado a 07/03 chegou ao seu destino a 11/03, demorando quatro dias. Situação regular, que corresponde a dois dias úteis, que de permeio houve fim de semana.

Também constatei, no dia 12/03, que a cabine telefónica, nos CTT da Capital de Distrito, já funciona. Segundo me foi informado, há cerca de um mês.

Ótimo. Parabéns e que assim continuem. A funcionar como deve ser!

 

O postal ilustrativo deste post é a digitalização de um dos que a “APBP – Artistas Pintores com a Boca e o Pé” habitualmente edita e que, há vários anos, vimos adquirindo.

É também uma forma de ajudarmos estes Artistas, divulgando a sua Arte!

E aproveito para enviar mais uma “carta” com os meus descontentamentos…

 

No referente a chuva, ela continua sem aparecer… Vislumbrou-se no início do mês, mas rapidamente se eclipsou.

 

Em contrapartida, começaram os Incêndios.

 

Isto dito assim, tão a seco, até parece que são uma fatalidade natural, já esperada…! Que não são! Por mais que nos queiram impingir mediaticamente essa anomalia.

Falta muito, sempre muito trabalho de prevenção. Por mais que se faça, dificilmente estará completo a tempo e horas.

Basta olharmos a beira das estradas, as próprias autoestradas, dentro dos próprios limites destas… e dentro das próprias cidades.

 

Em Almada, friso, está um designado “Koi Park”, frente ao Fórum, rente à A2, na saída da “Ponte 25 Abril”, que é um matagal há anos, sem limpeza. É imperioso e urgente que seja feita, ademais numa zona com tanto tráfego e congestionada nos acessos.

 

E porque é que os meios de comunicação dão tanta cobertura mediática aos fogos?! Tanto espetáculo desnecessário. Porque não são objetivos, concisos, informativos e formativos?!

 

E para quando a implantação de unidades de transformação dos milhares de toneladas de inertes produzidos com as limpezas, em vez de as termos que queimar?!

 

E ainda esta situação do tempo meteorológico

Em Portugal, estamos em seca severa… Em Moçambique, vemos toda aquela desgraça… E, mais uma vez, a exploração da miséria alheia, do sofrimento atroz, trazido à ribalta comunicacional. Uma certa contensão, precisava-se!

Estas ocorrências regulares pelo mundo fora, quando acontecidas em países pobres, subdesenvolvidos, têm repercussões muito mais catastróficas.

 

E tanto investimento feito em guerras totalmente absurdas e desnecessárias! Que os "Donos do Mundo” fomentam pela ganância. Tanto que podiam fazer pelo Bem da Humanidade, dotando os países pobres das infraestruturas basilares. E esta responsabilidade é prioritária dos respetivos dirigentes desses países! Realce-se!

Natal é Esperança!

NATAL!

Ao aproximar-se o Natal, aproveito para desejar a todos/as os/as Leitores deste blogue, um Excelente Natal!

Sol de Inverno. Cartão APBP Caldas Rainha. jpg

Natal é Esperança!

 

No Céu há milhões d’estrelas

Todas elas a brilhar.

Deus Menino, no meio d’elas

Vai descer, p’ra nos salvar.

 (...)

 A'sperança não descansa

Nem se cansa de esperar

É ela que em ti lança

Essa lança no olhar!

 

*******

 Grato à A. P. B. P. - Associação de "Artistas Pintores com a Boca e o Pé" pela linda e sugestiva reprodução de "Sol de Inverno".

XIII Antologia de Poesia do CNAP – Poema: “Quadras ao Meu Amor”

Círculo Nacional D’Arte e Poesia

 

Antologia

 

Retomamos a Poesia, neste blogue “aquém-tejo.blogs.sapo.pt/” e, novamente, a temática do Amor, rio que corre em variados versos desta Antologia, umas vezes de correnteza mais calma, noutras mais atribulada.

Neste Post Nº 281, o Poema “Quadras Ao Meu Amor”, de José Garção Ribeiro Branquinho, de Ribeira de Nisa (Portalegre).

 

 

“Quadras Ao Meu Amor”

 

“Meu Amor é minha vida

Por ti vivia a cantar

Mas desde a tua partida

Sem te ver, é só chorar.

 

Choro longe sem te ver

Por ti saudade de morte

Sofre por ti o meu ser

À espera de melhor sorte.

 

É tão grande a minha dor

Não queiras ver-me sofrer

Volta breve-meu Amor

Sem ti não posso viver.

 

Quero abraçar-te e beijar-te

Teu corpo bem junto ao meu

Em meu altar adorar-te

Viver contigo meu céu.”

 

“Quinta da Piedade, 29 de Março de 2015”

“JGRBranquinho – Zé do Monte”

 

 

José Garção Ribeiro Branquinho, Ribeira de Nisa (Portalegre)

 

Ilustra-se este Poema com um bonito cartão de A. P. B. P. – Associação de Pintores com a Boca e o Pé, Caldas da Rainha, de um original pintado com a boca, por Fu-Tsai Tung.

Jarro de Flores N. P1308 Original pintado com a boca por Fu-Tsai Tung

 

Sobre o Poeta José Branquinho escrevi uma das primeiras, se não a primeira, das minhas crónicas culturais, com o título “Crónica breve dos dias de Hoje!”, publicada no Boletim nº 111, do Círculo Nacional D’Arte e Poesia, em Junho de 2013, ainda não tinha este blogue.

Relatava a excelente atuação deste Poeta e Cantor, numa sessão de “Momentos de Poesia”, realizada na Biblioteca Municipal de Portalegre. Acontecimento cultural que ocorre mensalmente na Cidade de Régio e sobre que também já aqui me debrucei num post.

Este nosso confrade, sportinguista, organiza mensalmente uma Tertúlia Poética, na terceira 4ª feira de cada mês. Em Janeiro será no dia 20, pelas 15 horas. Na Sala VIP Sporting!

 

 

A Esperança: ainda uma mensagem de Natal!

 

Continuando ainda no “espírito natalício”, em que para além da mensagem de Amor/Caridade outro dos Valores a ele inerentes é a Esperança e na aproximação de um Novo Ano, que esperamos e desejamos sempre melhor que o anterior, hoje divulgamos um poema relativo a esta temática.

A Estrela P1226 original pintado com a boca por Jo

A ESPERANÇA

 

A Esperança criou asas

Abriu-as, pôs-se a voar.

Sobre a cidade e suas casas

As gentes foi saudar.

 

Desceu às ruas e ruelas

Cumprimentou as pessoas.

Fê-las sorrir, serem mais belas

Nos becos dessas lisboas.

 

Foi ao campo em missão

À gente mais conformada

Despertou-a, deu-lhe a mão.

 

Mais alto e mais longe, alada

Pandora afastou então.

E preparou nova alvorada.

 

 

 

 

Escrito em 13/12/1985.

Publicado em: Revista “Família Cristã”, rubrica “Lugar aos Novos”, Abril 1986.

 

Balanço de Natal e Final de Ano

 

Balanço de Natal e Final de Ano

 

Aproxima-se o Natal e com ele o final do Ano de 2014.

 

Fará sentido fazer algum balanço deste Blog, que nem três meses ainda tem?!

 

É algo sobre que me questiono…

 

Contudo através dele têm vindo a ser concretizados alguns dos Projetos que me propusera.

  1. Divulgar trabalhos em Poesia, dando prevalência, por enquanto, a textos já publicados noutros enquadramentos.
  2. Dar a conhecer, neste contexto online, trabalhos em Prosa de ficção, obedecendo, em princípio, ao mesmo critério.
  3. Divulgar algumas das Crónicas que vou escrevendo sobre assuntos ou entidades culturais da atualidade, relevando temáticas de caráter regional, sem deixar também de me debruçar sobre eventos de âmbito mais vasto.
  4. Publicar alguns dos trabalhos de pesquisa sobre a História da minha Aldeia, ou sobre a minha Aldeia na História, como se quiser.

Estes Projetos serão para ir continuando, caso a Vida e Quem rege as nossas Vidas me permita. Há muitos trabalhos para divulgar e a capacidade criativa para criar de novo, continuará, se Deus quiser! Aproveitando este conceito moderno de divulgação do que se escreve e e do que se faz de positivo. “Não se acende uma Luz para fechar numa gaveta!” É isso que a “net” nos permite. Divulgar a Luz!

 

Entretanto no decurso da execução/construção deste blog novos assuntos foram surgindo, que se podem enquadrar genérica ou especificamente nas premissas anteriores. Novembro e Dezembro são meses muito especiais, tanto no contexto pessoal como social.

 

Todos os textos aqui publicados são originais da minha autoria. Excertos que não o sejam seguem-se os critérios estabelecidos por norma, citação e fontes discriminadas. Mas não invalido a publicação de textos originais de outros autores. Bem pelo contrário!

Foto de D.A.P.L. Concepção de design: F.M.C.L. "PROSPERIDADE"

 

A Fotografia que, à priori, não fora propriamente pensada ou delineada, surgiu e concretizou-se natural e maravilhosamente! Sem exagero, há fotografias belas, algumas belíssimas, posso dizê-lo, porque não sou o autor da maioria delas. Aliás, as mais procuradas não são as minhas, o que muito me apraz. Muitas das fotos são originais. Mas neste campo já é mais difícil manter o critério da originalidade. Contudo tenho resistido ao “saque da net”, tão fácil e tão acessível e onde há “material” muitíssimo melhor que qualquer um que eu alguma vez possa vir a produzir! Quando o faço procuro também situar as fontes. Penso que é o mínimo que se deve fazer!

 

Tenho-me socorrido de digitalizações, entre outros casos, na crónica sobre o musical “Cats” e no recurso aos Postais da “APBP – Artistas Pintores com a Boca e o Pé”, a partir de material que adquiri em suporte de papel. Neste último caso, penso que é também uma forma de Solidariedade.

 

Neste sintético e modesto balanço quero e muito especialmente agradecer a quem me ajuda e me possibilita concretizar o trabalho neste blog.

 

Também quero muito encarecidamente expressar os meus agradecimentos aos Leitores que têm a amabilidade e a paciência para irem lendo os textos que vou colocando no blog.

 

E aos Visualizadores das fotos em que algumas, para além de tudo o que poderíamos imaginar, têm sido muitíssimo visitadas!

Presépio de Branco, APBP, Artistas Pintores com a Boca e o Pé

 

 

Obrigadíssimo a todos e Votos de um Natal Feliz!

 

 

 

NATAL: leitura de SALMOS

Arranjo de Natal. APBP, Artistas Pintores com a Boca e o Pé

 E, porque é Natal, apesar de ser Natal todos os dias, mas nem todos possam ter um Natal como merecido...

 

A leitura de SALMOS

 

Salmo 23

"O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará... (...)

Digitalização Estrela Natal. APBP, Artistas Pintores com a Boca e o Pé

 

Salmo 27

" O SENHOR é a minha luz e a minha salvação...

" O SENHOR é a força da minha vida... (...)

 

Sol de Inverno. APBP, Artistas Pintores com a Boca e o Pé

 

Salmo 100 - Salmo de Louvor

 

"CELEBRAI com júbilo ao SENHOR, todos os moradores da terra...

Roda de Natal, APBP, Artistas Pintores com a Boca

 

(... ... ...)

 

"Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade estende-se de geração em geração."

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais Comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D