Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Cidade de Régio: Vistas de agrado e desagrado!

Da Serra, encosta a norte da Cidade, até ao Hospital, pela Avenida Pio XII.

Portalegre vista da Serra. Foto original. 2021. 05. jpg

O que acha desta imagem?

Uma vista da Cidade, a partir de encosta da Serra. O núcleo antigo, pontilhado pela Sé e pelo Castelo. Ao fundo, a campina alentejana. No enquadramento da foto, os sobreiros, árvores autóctones e os pinheirais, há séculos adaptados às nossas geografias. O céu pontilhado de nuvens. Na encosta descendente para a urbe, a vegetação herbácea, típica das nossas paisagens alentejanas. Em primeiríssimo plano, as boninas / “boninhas”, vulgo malmequeres, amarelos e brancos, a flor azul do soajo, falsas aveias e milhentas ervas que compõem os prados nesta época primaveril, inícios de Maio, à data da foto.

Um festival de cor, aguardando inspirado pintor!

E, por pintura, aprecie a foto seguinte.

Campo de boninas. Foto original. 2021. 05. jpg

Ainda as célebres boninas amarelas, compondo uma verdadeira tela impressionista. Na mesma vertente da Serra, mas no lado noroeste. Uma explosão dourada, descendo na direção do Boi D’Água.

Este é um dos aspetos que apreciamos na Cidade e que é um privilégio, que nem todas as localidades possuem. Percorrer a Serra, enquanto é Primavera, que vindo o Verão, o calor não convida tanto a passeios.

Enquanto é tempo, relaxa-se, faz-se exercício, observam-se paisagens lindas, a Natureza e a Cidade irmanadas. Manda-se o confinamento “às malvas”. (Que também se observam estas plantas, frise-se!)

Realizado o passeio pela Serra, descendo à Cidade, pela Avenida Pio XII, depara-se-nos o seguinte. Contraste com as anteriores imagens!

Tanto lixo!

Foto original. 2021. 05. jpg

Justificável?!

De modo algum!

E se lhe disser que, no espaço para além do gradeamento, se situa o Hospital?!

Ainda mais chocado/a ficará, certamente.

E, se frisar que, nessa Avenida, nesse mesmo lado do passeio, existem dois conjuntos de contentores para lixos recicláveis e para lixo comum?!

Parece impossível, não acha?!

E quem serão os/as autores/as?! Talvez “artistas”, julgando-se supostamente produtores de alguma obra de “trash art”! Digo eu, sei lá!

Serão certamente transeuntes que por ali passam, provavelmente muitos dirigindo-se ou vindo dos serviços hospitalares, que por aí se acede ou provem das urgências. Pessoal indo ou vindo do centro comercial. Outros que me escapam, certamente.

Mas que não é bem feito, não é.

Mas esta situação é específica da Cidade?

De modo algum! É, infelizmente, por demais recorrente por este nosso País e pelo Mundo afora.

Cidade vista da Serra. Foto original. 2021. 05. jpg

Às vezes sinto que há quem não mereça a beleza de País que temos. Nem a riqueza do nosso querido Planeta Azul!

 

Primavera e Desconfinamento!

Fotos de Boninas e Questões (Im)Pertinentes!

Oficialmente, a Primavera ainda não chegou, mas ela já por aí está! É só olhar e ver. As mais diversas plantas estão floridas ou em vias de tal ocorrência anual.

Boninhas amarelas. Foto original. 2020.04.jpg

Apresento duas fotos de flores - plantas singelas, simples ervas, mas que, com a sua beleza, harmonia e garridice, bem personificam esta estação do ano.

Chamam-lhes malmequeres, boninas. Na minha Aldeia, “boninhas”, especialmente às amarelas. Era com estas flores que se faziam os célebres colares das Maias, quando as ditas eram comemoradas na Aldeia. Consulte também, SFF!

E porque aos malmequeres não chamar, de preferência, bem-me-queres?!

Malmequeres brancos. Foto original. 2020. 04. jpg

Paralelamente, também a situação de confinamento vai ser alterada, a partir da próxima segunda feira, dia 15 de Março 21.

Que este confinamento funcionou de um modo um pouco especial. Uma parte significativa do pessoal andou quase sempre desconfinado. Nos mais diversos enquadramentos.

Finalmente e antecipando a Primavera, aí vem o tão desejado desconfinamento.

Mas, não podemos esquecer, que os cuidados primários e fundamentais, devem continuar a ser seguidos.

Para seu bem! Para nosso bem! Para o bem de todos nós!

 

Mais uma questão:

Para além da correlação, evidente, entre os confinamentos e a diminuição de novos casos; haverá ou não também relação entre a melhoria das condições climatéricas, isto é, aproximação da Primavera, tempo mais quente, e a diminuição desses mesmos novos casos?!

(Pergunto, eu, sei lá!)

 

Notas Finais:

As fotos das “Boninhas” são do ano passado. Mas elas, as boninas, também já andam por aí. Nos mais diversos contextos: nos campos, nos jardins, nos quintais, nos espaços citadinos, parques, terrenos não urbanizados... É só olhar, com olhos de ver!

Aproveite a melhoria do tempo, a maior liberdade de circulação e vá observando a Natureza, mesmo na Cidade! SFF!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D