Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

A 3ª Flor do Cacto!

Chão da Atafona - Aldeia da Mata.

Ontem, 2 de Agosto, final da tarde, fiquei surpreso por observar nova flor no Cacto!

Cacto. Original. 02.08.23.

Pensei: estará a florescer ou a fenecer?!

Cacto. Original. 02.08.23.

Hoje, 3 de Agosto, logo de manhã, fui ver.

Cacto. Original. 03.08.23.

(Fiquei desiludido. Já estava a morrer. Desta vez, não observei a beleza das flores deste Cacto.)

Imagem da estrutura da parede, nomeadamente da aresta sudoeste, que liga a face sul, onde se anixa o Cacto e o lado oeste, onde se enquadram outras árvores, de que se observa a sombra de uma Alfarrobeira pequena!

Parede do palheiro do cabanal. Original. Agosto.23.

Nova imagem da parede, excerto do lado sul.

Parede sul do cabanal. Foto original. agosto 23.

Paredes sul e oeste do palheiro do cabanal - Chão da Atafona.

Parede do palheiro do cabanal. Original. Agosto.23.

(O Cacto enquadra-se na parede sul, acompanhando a parede e a Oliveira. Na face oeste, projeta-se a sombra de uma Alfarrobeira pequena.)

Para estas imagens da parede, chamo especial atenção a "Fotógrafo X".

Feliz Agosto. Cuidado com o calor. Boas Jornadas, para quem ande em JMJ!

 

Tosquia das Ovelhas no Cabanal do Chão da Atafona

Aldeia da Mata – 1 de Julho 2023

3º Postal!

Ovelhas. Original. 01.07.23.

A profissão de tosquiador é, obviamente, sazonal. Pelo menos no respeitante às ovelhas.  Não sei se o senhor também tosquia outros animais! É bastante especializada, exige precisão, perícia, empenho e bastante esforço. O tosquiador deve ficar cá com uma dor de costas! Digo eu, não sei…

Mas fui observando o trabalho enquanto lá estive e presenciei o desembaraço na execução das tarefas. E a descontração. São quarenta e quatro anos de atividade! A dado momento o sr. António, enquanto tosquiava, foi assobiando uma melodia, por acaso bem “executada” musicalmente. Estava completamente envolvido na função. No final referi-lhe que assobiava bastante bem, se também cantava. Ficou assim um pouco surpreso, mas acabou por afirmar que cantava, mas só quando estava com os copos…

O que não podia ser demonstrado ali, que tinha de acabar a tosquia, parafraseou o Luís, que queria o trabalho concluído. Fica para próxima oportunidade.

No decurso da função, à medida que vão estando mais à vontade, vão surgindo umas larachas, umas adivinhas… adiante!

Voltamos às fotos documentais:

A primeira, tutelando o postal, mostra uma das primeiras ovelhas tosquiadas, a juntar-se ao rebanho por tosquiar.

As “madames” no salão, à espera de vez, terão pensado: “Mas onde é que esta foi, que vem de lá assim tão pindérica sem a trunfa?! É isto que nos espera?!”

Na 2ª foto, o protagonista do processo:

Tosquiando. Original. 01.07.23.

(O Sr. António “descabelando mais uma madame”, digo, tosquiando mais uma ovelha!)

Na 3ª, o gerador, na caixa da camioneta, fornecedor da energia à tesoura elétrica.

Gerador. original. 01.07.23.

A seguinte: mais uma perspetiva da execução da tosquia.

Tosquiando. Original. 01.07.23.

Uma ovelha tosquiada, descontraindo no quintal.

Ovelha tosquiada. Original. 01.07.23.

E a sexta e última: foto de foto do Sr. António a tosquiar, com tesoura mecânica.

Tosquiando. Original. 01.07.23.

(Não sei quando, nem onde.)

Caro/a Leitor/a, espero que tenha gostado desta singela reportagem sobre uma atividade e profissão de realce, especializada e rara. Os meus Parabéns e Obrigado a todos os intervenientes, especialmente ao senhor António.

As “madames” também merecem o meu destaque, pois, sem elas, não havia nada destes trabalhos.

Gostamos de as ver nos terrenos, apesar de serem muito gulosas! Lembram-nos tempos passados, a nossa própria vivência e, muito principalmente, o Pai!

(E assim valorizamos o nosso Património, material e imaterial. Que Portugal não é só Lisboa!)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais Comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D