Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

25.Jan.16

Eleições Presidenciais! O Óbvio e o menos Óbvio.

Francisco Carita Mata
Ainda volto a escrever sobre as Eleições Presidenciais. Que não são a mesma coisa que as Legislativas. Óbvio! Que não apreciei especialmente a forma com a campanha decorreu, já o explicitei noutros posts. Se fiquei contente com o resultado? Não!Se era o que esperava? De algum modo, receava que fosse este o resultado. Por isso, agi de forma a opor-me a essa hipótese.Inclusive no
20.Jan.16

Eleições Presidenciais - 2016 - II

Francisco Carita Mata
Aos Excelentíssimos Senhores Candidatos à Presidência da República Portuguesa!Eu presumo que todos os Senhores Candidatos tenham lido a Constituição da República Portuguesa, antes de terem decidido candidatar-se.Todavia, e por via de eventuais dúvidas, anexo alguns links sobre a Presidência da República. Título II  Presidente da República Ca (...)
09.Jan.16

Eleições Presidenciais - 2016 - I

Francisco Carita Mata
Realizar-se-ão eleições para a escolha do futuro Presidente da República, no próximo dia 24 de Janeiro.Os candidatos já andam todos numa efervescência de pré-campanha, que a campanha propriamente dita só se iniciará no dia 10 de Janeiro, e decorrerá até 22.Ao todo são dez os candidatos! Para além dos que já ficaram pelo (...)
26.Nov.15

O Governo tomou posse!

Francisco Carita Mata
O Governo do Partido Socialista, chefiado por Drº António Costa, tomou posse hoje, dia 26 de Novembro. Apenas com membros afetos a este Partido, mas apoiado parlamentarmente pelo Bloco de Esquerda, pelo Partido Comunista Português e pelos Verdes. Um Governo de um Partido que não sendo maioritário na Assembleia da República tem, contudo, o apoio maioritário no Parlamento. O que só pode acontecer assim, dado que vivemos numa Democracia Parlamentar. Situação aliás frequente em (...)
10.Out.15

Ele e Ele! A propósito de uma célebre gaffe!

Francisco Carita Mata
Ele e Ele!Ou como um “fait-divers” adquire foros de Cidadania! Sobre uma célebre gaffe recentemente ocorrida num meio de comunicação social, gostaria de formular a seguinte pergunta.Se o dito que foi dito por um conhecido Pivot / Jornalista do Telejornal da RTP, tivesse sido dito por outra Pessoa e se reportasse também a qualquer outra Pessoa, ainda (...)
05.Out.15

Também houve eleições no reino da Dinamarca!

Francisco Carita Mata
Parabéns, RTP2! Adeus, Borgen! “Quase todos aguentam a adversidade. Mas se querem testar o caráter de um homem, deem-lhe o poder!”Abraam LincolnEste pensamento serviu de “leit motiv” deste episódio. Parabéns, Birgitte! Adeus Birgitte! Parabéns!Parabéns, em primeiro lugar à RTP2, por ter transmitido esta excelente série europeia e mais especificamente dinamarquesa.Trouxe-nos outras perspetivas da realidade e da realidade política.Uma visão construtiva da Política. A (...)
05.Out.15

No rescaldo de ontem… 4 de Outubro

Francisco Carita Mata
No rescaldo de ontem… Hoje, pela manhã, Dona Maria da Fonte foi passear ao Portugal dos Pequeninos, acompanhada por três sobrinhos: o Cinco de Outubro, o Vinte e Cinco de Abril e um terceiro, enjeitado, mal amado, mal aceite e mal assumido. No passeio, encontrou o seu conhecido e quase contemporâneo, o Ti Zé Povinho!Vai (...)
01.Out.15

Fortitude” - Série Britânica - Episódio VIII

Francisco Carita Mata
Fortitude” - Episódio VIII4ª Feira – 30/09/2015RTP2 Sinais ténues de Esperança no meio da Tragédia! Pontos prévios! Ontem, a RTP2, antes da emissão do 8º episódio da série, resolveu dar-nos música. E que Música! O Festival Jovens Músicos da Gulbenkian. Ainda ouvi um pouco, só que não estava para aí virado.Adiando a transmissão em quase duas horas.Só que apesar desta série não ser tão apelativa como a galega, mesmo assim aguardei. Não que ouvir as execuções (...)