Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

José, Mourinho e … Eva!

 

José, Mourinho e … Eva!

 

De certo modo já me tinha imposto não voltar a escrever sobre Futebol.

 

Mas é lá isso possível?! Consigo lá resistir a deixar um comentário nalgum post de algum blogue que ache mais interessante?!

 

Foi o que ocorreu, anteontem, dia dezoito, quando li alguns posts sobre a “bomba” há muito anunciada e esperada, que rebentou lá para Londres, para os lados de Chelsea… e que estilhaçou à escala global. E cujos ecos também aterraram neste blogue!

 

Mourinho fora despedido…

 

E, ao ler os posts:  “O Exemplo José Mourinho”, no Blogue “Rabiscos de um Maldisposto”; “Mourinho…Real?”, no Blogue “Lados AB” e “José e o pecado original”, no Blogue “Bolas e Letras”; não resisti a deixar alguns comentários.

 

E, é com base nesses comentários que quero “alinhavar” algumas ideias avulsas sobre o tema… num post específico em “Aquém-Tejo”!

 

A ocorrência da saída de Mourinho vinha-se anunciando… A situação internamente era insustentável! Diria até, péssima! Apesar das imagens de auto e hetero confianças mútuas…

 

Só se aguentou tanto tempo, porque... envolvia  muitos milhões, conforme se viu na sequência do despedimento. Fora a situação outra, e as "partes" não se teriam aguentado tanto tempo, nem a "corda teria esticado" tanto! Mais cedo teria havido a famigerada "chicotada psicológica".


Porque, hoje, no futebol, o que conta é só e apenas o Dinheiro. "Money! Money!"

 

E nenhuma das partes quereria abrir mão do dinheiro… Finalmente lá terão chegado a acordo.

 

Quanto a regressar a Madrid ou a outro qualquer Clube de topo, o “metal” soará sempre mais alto. A publicidade, o marketing, o merchandising… O Real Madrid é uma montra, cheia de manequins e modelos, em todos os sentidos. Se o "pilim" troar a jeito, vai para Madrid ou outro lado qualquer, que não lhe faltarão clubes...

 

Quem dera a todos os desempregados, por esse Mundo fora, terem indemnizações milionárias e empregos à espera...

 

Que são esses mesmos "desempregados" que também alimentam "Treinadores Únicos" e "CRsetes"!

 

Quanto a Eva estar na origem do “pecado original”, na “origem de todos os males”, é o que diz a “mitologia” judaico-cristã! E também a islamita, acho eu, pois temos todos de ascendente o "Patriarca Abraão", cuja ascendência primitiva seria precisamente o "Pai Adão e a Mãe Eva"!

 

No caso vertente… a questão com a médica terá sido o despoletar de muitas situações, nomeadamente no balneário, ou não?! Estarei enganado?!

 

Como dizem os franceses… “Cherchez la femme!”

 

Pelo menos, e por agora, o clube voltou às vitórias.

 

E ao afirmar isto, com tudo isto, friso, que não deixo de ser admirador de Mourinho!

 

Adão e Eva, Masaccio In wikipédia.jpg

 

Resolvo ilustrar este tema, não com alguma imagem futebolística, mas, talvez paradoxalmente (?), com a reprodução de uma pintura de MASACCIO, representando “Adão e Eva a serem expulsos do Paraíso”!

E esta imagem é plena de metáforas.

Que isto da Vida não é só futebol... Também é Arte!

E  o Futebol tamém será uma Arte?!

(...)

E, mais uma vez, Feliz Natal!

E uma imagem do Presépio, com José e Maria e o Menino e a vaquinha e o burrinho, também não ficaria mal. Fica para a próxima.

 

 

 

Adão e Eva

ADÃO e EVA

 

No Paraíso, inocentes… Adão e Eva

Estavam. Eram.

Duas crianças no Éden… da Infância.

Desconhecendo. Desconhecendo-se.

 

Não diz o mito, mas…

O que em Adão é serpente

Tentou a Eva.

E, nas crianças, fez crescer o Homem e a Mulher.

 

A Mulher – Maçã deu de seu fruto de Afrodite

Ao Homem – Adão.

E o Homem, da Mulher provou…

O fruto.

Ambos comeram da maçã… Da Árvore da Sabedoria.

Igualaram-se aos Deuses.

 

Conheceram. Conhecendo-se.

 

E o Paraíso Perdido foi… na Infância

Eternamente gratificante na Memória

Dos Homens.

 

 

Escrito em 1989.

Publicado em: Boletim Cultural Nº 47 do Círculo Nacional D’Arte e Poesia, Jul. 1997.

 

 

 

Albrecht_Dürer_-_Adam_and_Eve_(Prado)_2.jpg

 

Adão e Eva (1507), pintura de Albrecht Dürer (1471 - 1528); Museu do Prado, Madrid - wikipédia, enciclopédia livre

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D