Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Árvore do Ano 2023

Oliveira Milenar I. Foto original. 12.01.22.

«Candidaturas abertas para eleição da Árvore do Ano 2023»

 «Lisboa, 25 de outubro de 2022 – Já se encontram abertas as candidaturas para o Concurso Nacional Árvore do Ano 2023. A árvore vencedora irá representar o nosso país no Concurso Europeu 2023. O propósito do Concurso Árvore do Ano é destacar a importância das árvores antigas na herança cultural e natural. Ao contrário de outros concursos, a Árvore Europeia do Ano não se foca apenas na beleza, no tamanho ou na idade da árvore, mas sim na sua história e relações com as pessoas. Procuramos árvores que se tornaram parte de uma comunidade maior.  A Árvore Europeia do Ano é uma final…»

As inscrições decorrem até 18 de Novembro.

Para saber mais informações, pesquisar:  https://www.unac.pt/

Oliveira Milenar II. Foto Original. 08.09.22

Aldeia da Mata tem algumas Árvores que merecem uma candidatura.

Haja vontade para que ela se possa concretizar.

Estão todas em propriedades particulares. É indispensável o envolvimento dos respetivos proprietários.

Oliveira Milenar III. Foto Original. 01.09.21

As fotos são de uma Oliveira Milenar, situada num terreno particular, a caminho da Baganha. Tem cerca de dois mil anos. Acompanhou a civilização romana. Não está muito longe do povoado dessa época, existente na designada "Lage do Ouro"!

As fotos apresentam-na em diferentes momentos de 2022 e de 2021. A 1ª é de 12 de Janeiro deste ano, após ter sido podada. A 2ª foto é de 8 de Setembro deste ano, já com alguma recuperação, depois da poda. A 3ª é de 1 de Setembro de 2021, antes de ser podada.

A foto seguinte é de 12/01/22, logo a seguir à poda:

Oliveira Milenar IV. Foto Original. 12.01.22

E de 24/04/22, já ligeiramente recuperada:

Oliveira Milenar V. Foto Original. 24.04.22

Mas pelos campos da Aldeia existem outras Oliveiras e diferentes Árvores, também peculiares e com alguma longevidade. As seguintes são árvores existentes em terrenos, pequenos "Chãos", no caminho do Porcozunho e da Fonte das Pulhas.

Oliveira antiga. Foto original. 07.04.22.

 

E outra, com um tronco bem característico:

Oliveira com tronco característico. Foto original. 13.04.22.

Mas a Árvore mais emblemática da Aldeia não será propriamente uma Oliveira, mas... uma Araucária!

 

Árvores Icónicas de Aldeia da Mata!

Está a decorrer o Concurso “Árvore Europeia do Ano 2022”.  

Promovido pela UNAC – União da Floresta Mediterrânica – Rua Mestre Lima de Freitas, nº 1 – 1549 – 012 – Lisboa – Portugal.

Estão dez árvores a concurso de Portugal Continental e Ilhas.

https://portugal.treeoftheyear.eu/

Aldeia da Mata tem duas Árvores a concurso?!

Oliveira milenar. Foto Original. 2021.02.01.jpg

Não tem. Mas podia muito bem ter uma. Tem Árvores, algumas milenares, caso de algumas Oliveiras e uma Árvore que é um ícone identitário da Povoação.

Devemos... Temos de olhar para as nossas Árvores com outros olhos. “Com olhos de ver”!

Num futuro próximo, deveremos pensar em submeter uma das “nossas” Árvores a concurso

Neste ano 2021, a Árvore Nacional escolhida foi o célebre “Plátano do Rossio”, de Portalegre. Ganhou a nível nacional. Ficou em 3º lugar(?), a nível europeu.

Porque não candidatarmos também uma das Árvores da Aldeia?!

Uma questão a pensar. Um desafio que lanço.

As fotos documentam duas Árvores emblemáticas da nossa Aldeia.

Araucária e Torre. Foto Original. 2021.09.06.jpg

A Araucária de Norfolk, que rivaliza com a Torre da Igreja Matriz. Toda a gente sabe onde fica. Lembro-me de esta Árvore ser mais baixa que a Torre. (Há cerca de sessenta anos!) Atualmente, é mais alta.

Quantos anos terá?! Conhece o método de datação das Araucárias?! (…)

Caminho da Baganha e do Sabugueiro. Foto Original. 2021.02.01.jpg

A Oliveira?! Não sabe onde está plantada?!

Já foi à Fonte da Baganha?

Quantos anos terá?! Mais de mil, certamente.

Fica a sugestão e o desafio: Candidatar, num dos próximos anos, uma das “nossas” Árvores a concurso.

Torre e Araucária. Foto Original. 2021.09.01.jpg

Obrigado pela atenção. Muita Saúde. Votos de Feliz Natal!

 

Oliveira Milenar!

Futura Candidata a Árvore do Ano?

(Árvores com História II)

Oliveira Milenar I. Foto original. 2021. 02. jpg

No último postal abordei a escolha da “Árvore Europeia do Ano – 2021”, em que a representante de Portugal é o célebre “Plátano do Rossio, de Portalegre”.

Hoje, volto a escrever sobre árvores. Sobre uma Oliveira, dou-lhe categoria de nome próprio, dado que é um verdadeiro monumento vivo, cujo idade desconheço com exatidão, mas atrevo-me a atribuir-lhe uma longevidade à escala milenar. Não menos de dois mil anos!

Há um método de datação, patenteado por uma Universidade que calcula a idade a partir do perímetro da árvore. Fica um pouco caro. Desta também ainda não tive oportunidade de medir o perímetro da base. Tal como ainda não o fiz à outra que apresentei no postal sobre os Durrells.

Oliveira Milenar II. Foto original. 2021. 02.jpg

Terão as Árvores História?! Já formulei esta pergunta anteriormente. E, neste concurso de Árvores do Ano, é algo que pesa na respetiva avaliação. A pergunta poderá surpreender. Terão as Árvores também História ou terão pelo menos a sua história?

Já apresentei imagens de árvores impregnadas de História ou uma oliveira várias vezes centenária, quiçá milenar, é ou não um ser vivo carregado de História?! Um verdadeiro monumento vivo!

 

Estas oliveiras que tenho apresentado têm uma verdadeira história marcada nos respetivos troncos, histórias biológicas, climatéricas…

Mas também têm uma História Humana subjacente, que poderemos supor, subentender, congeminar, formular hipóteses.

Quem a plantou? Enxertada a partir de uma oliveira brava / zambujeiro? Semeada? Plantada a partir de um bacelo?

Quantas pessoas terão colhido a sua azeitona? Quantas gerações? Que pessoas se acolheram à sua sombra? Quantas cantigas ao desafio terão sido cantadas a partir dos seus ramos, enquanto homens colhiam e mulheres apanhavam a azeitona? Que juras, promessas de amor terão sido proferidas à sua beira? Alguém terá caído dos seus ramos enquanto colhia o seu fruto?

Aonde ia a azeitona ser desfeita em azeite? A que lagar, a que povoação?

Não muito longe também existiu um “povoado” romano. Terão sido esses habitantes – agricultores que plantaram esta oliveira?

Oliveiras e Aldeia. Foto original. 2021. 02. jpg

O povoado mais próximo atualmente é Aldeia da Mata, mas cuja fundação será bem mais recente. Existem documentos do século XVII, na própria localidade, os cruzeiros. Existem casas de habitação que possivelmente remontarão ao século XIV. A Oliveira é muitíssimo mais antiga, e existindo, é prova de que a região é habitada há vários séculos.

Também existe uma anta ou dólmen nas proximidades. Que terá cerca de cinco mil anos. O cultivo da oliveira parece ser posterior a essa data. Não terão sido esses habitantes mais antigos que a terão plantado, uma vez que será mais recente.

Não será fácil conjeturar que povo a terá plantado. Aliás na região existem várias oliveiras milenares, muitas, várias vezes centenárias, prova do respetivo povoamento por populações que se dedicavam à agricultura.

Sobre esta também só posso conjeturar e apresentar fotos de vários ângulos.

Oliveira e Ovelha. 2021. 02. jpg

E houve quem não resistisse à foto: uma ovelha chocalheira.

(Não, não é uma Selfie!)

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D