Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

“Reuniões” – Série Francesa na RTP2

Uma série divertida, que dá gosto visualizar!

Há muito que não escrevo sobre Séries da RTP2. Que é o único canal onde as visualizo.

Nesta semana, na 3ª feira, dia 20/04/21 iniciaram uma série francesa, muito divertida.

Reunions serie francesa. https://www.seriesdatv.pt/ jpg

“Reuniões”, designação curiosa. A ação decorre na Ilha de Reunião, um Departamento Ultramarino francês, uma ilha situada no Oceano Índico, a leste da Ilha de Madagáscar.

E, na essência e genericamente, aborda a reunião de duas famílias com um progenitor comum, na sequência da herança de um hotel na ilha, após a morte do pai biológico de dois irmãos, que nunca se conheceram anteriormente.

São filhos de duas mães diferentes. Um, Antoine, “fotocópia” do pai biológico. Ele e respetiva família, todos nascidos e criados na Ilha, na capital. O outro, Jérémy, na Metrópole: França continental, cidade de Roubaix.

Ademais, este filho nascido e criado na Metrópole, Jérémy, é o segundo marido da respetiva esposa, Chloé. Acrescento que o primeiro marido de Chloé também compõe esta família moderna, dado que coabita com eles, para educar o casal de filhos que tem em comum com Chloé, que foi primeiro sua mulher.

Confuso/a?! Se acompanhar a série e vir os personagens e visualizar as diferenças ou semelhanças (?) entre todos, que propositadamente não refiro, poderá apreciar o carisma do enredo.

Há muitas peripécias, desde logo pelo perfil dos vários intervenientes, abrangendo três gerações, em que o papel dos filhos é crucial, jovens e miúdos, rapazes e raparigas. Desenrola-se nos tempos atuais, com tudo o que isso representa.

Cada episódio centra-se num tema específico que intitula o episódio.

O de ontem designou-se “Mentiras”! O de anteontem chamou-se “Bofetada”. Do primeiro não me lembro.

Visualize a série, se tiver oportunidade e curiosidade, SFF! Vai divertir-se!

*******

A foto?!

Não é original, da minha autoria. A qualidade é outra já se vê!

Retirada de: https://www.seriesdatv.pt/nacional/canaisnacionais/2021/04/rtp2

Ainda a nota… de Matemática?!

Apesar do novo "estardalhaço" que por aí anda com mais um "caso mediático", quantos já tivémos este ano? E onde vamos parar com este descalabro todo?! Pois apesar de tudo isso vamos continuar a "postar" mais um texto sobre as aventuras da menina Odete, de "estórias que parecem mentiras". Pois, até pode parecer mentira que nos mostremos relativamente alheios ao imediatismo das notícias...

Pois! Mas este excerto também é sobre notas, notas, notas, as notas é que motivam isto tudo, tal é a ambição, a cupidez do ser humano! De alguns seres humanos, diga-se...

Notas e moedas...

Euros. Foto de F.M.C.L.F.M.C.L.

Só que a menina Odete andava, na altura, preocupada com o "destrocar a nota de cinco contos", mas também com a nota de Matemática. A ação decorreria com o aproximar do final do ano letivo, certamente.

 

Capítulo III

 

Subindo a Avenida, encontrou o professor de Matemática que descia apressado. Pasta na mão, contendo um portátil, camisa desapertada, gravata ligeiramente deslaçada, casaco aos ombros, do fato de meia estação que usava, dirigia-se ao gabinete de arquitetos onde participava, em equipa, na elaboração de projetos de construção. (Melhor, de destruição! Tipo deita abaixo “arte nova” e faz torre de vidro refletor.)

 

- Setôr, você é que me vai desenrascar com esta nota.

 

- Ah, não me venha com conversas que estou cheio de pressas. (Pressa de chegar ao gabinete para a reunião, pressa que acabe a reunião, pressa de chegar a casa, pressa de acabar o dia e ir descansar, pressa de terminar o ano e virem as férias, pressa… pressa. Pressa da pressa…) E já dei a nota que havia de dar. Não faço alterações. Tem o que merece e até tem uma nota muito boa, não me diga que ainda queria melhor! Nas provas de ingresso terá oportunidade de melhorar. Se toda a gente tivesse as suas notas!..

 

- Setôr, não é bem isso…

 

- Pois, pois… depois falamos. Já estou mais que em cima da hora da reunião. (imaginava os colegas todos em volta da mesa, prontos para reunirem e ele a entrar, mesmo em cima da hora, a pisar a hora, a pisar o risco, a pedir desculpa, faz favor de dar licença, desculpe, por favor, até chegar ao seu lugar para se sentar…) desculpe, senão vou chegar atrasado… até à próxima, adeus. Há Deus?!

 

Acrescentaria: Há Justiça?! Há Justiça Divina?!

 

Nota de rodapé:

Uma versão deste texto foi publicada no Boletim Cultural nº 82 do Círculo Nacional D'Arte e Poesia, Ano XVIII, Maio 2007

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais Comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D