Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aquém Tejo

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Há quem do Tejo só veja o além porque é distância. Mas quem de Além Tejo almeja um sabor, uma fragrância, estando aquém ou além verseja, do Alentejo a substância.

Um pouco mais…

Um pouco mais…

 

Um pouco mais além… Éramos Ases.

Um puco mais audazes… Campeões.

Mais umas palmas… Éramos Ídolos.

Um passo mais… E seria a Glória.

Um pouco mais de rasgo… Éramos Génio.

Um sopro mais… Éramos Deuses.

Um pouco mais de brilho… Éramos Estrelas.

Um pouco mais de luz… Éramos Sol.

Um pouco mais de sol… Universo.

 

Mais ambição…Éramos Poder.

Mais poderosos… Prepotentes.

Mais prepotência… Ditadores.

Um pouco mais de lume… éramos Fogo

Um pouco mais de fogo… já ardíamos.

 

Um pouco mais de água… seremos Mar.

Um pouco mais de mar… somos Amar.

Um pouco mais de’Amor, só…

Um pouco mais de’Amor.  E seremos Homens!

                                   Só um pouco mais!

 

 

 

Escrito em1986.

Publicado no Boletim da Associação Portuguesa de Poetas,Junho de 1987.

 

Foto0589.jpg. Foto de D.A.P.L.

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D